Pingente Pedra da Lua Ponta

Código: 2107
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.

DESCRIÇÃO

Pingente Ponta de Pedra da Lua
A opalina (também conhecida como “falsa pedra da lua”) é um cristal criado pelo homem utilizando quartzo, vidro opalizado e alguns metais para dar um efeito opalescente e quase hipnotizante com tons de azul fantasmagórico (especialmente quando em cima de um fundo negro).

Sua cor é um azul celeste maravilhoso, e ao mudar de ângulo facilmente vemos outras cores iridescentes encantar nossos olhos, rosa, laranja, etc. É como se o próprio amanhecer encontrasse moradia dentro de uma pedrinha.

O termo “opalina” nos tempos atuais refere-se a uma forma de vidro opaco e reluzente. Na França, o termo opalino é usado para se referir a vários tipos de vidro e não especificamente da cor de “cristal antigo” ou “semi-cristal”. A idéia de que o termo “opala” é estritamente francês “cristal antigo” está incorreto. Por exemplo na França, você pode ver no comercio de pedras uma obsidiana de escória de vidro americana para a venda com nome de opalina em referência à cor do vidro e não da idade, origem ou conteúdo do vidro.

Surpreendentemente, apesar de não ser produzida pela natureza, possui poderes extraordinários além de ser uma pedra de beleza singular. É aconselhada ao sexo feminino, em especial quando se pretende engravidar,  é também muito utilizada para estabilizar o humor.

Devido a escassez da Pedra da Lua Verdadeira e da Opala Arco-Íris no garimpo, houve a necessidade de sintetizar estes minerais em laboratório, e neste caso começaram a produzir uma pedra branca de efeito opalescente bem aproximado às pedras originais. E foi assim que nasceu a Opalina (Falsa Pedra da Lua).

Se você já teve a oportunidade de tocar as mãos em uma opalina, então já percebeu que são muito parecidos com uma pedra tradicional. Tanto em brilho, dureza, cor e reluzencia. Isso porque na verdade são as mesmas pedras, a mesma composição, só que sintéticas, uma vez que são fabricadas a partir de pedras naturais com aditivos sintéticos.  

O resultado é uma pedra extremamente homogênea, resistente e ideal para lapidar jóias, fazer montagens de pingentes, anéis colares e etc…. E claro, diminuindo o impacto ambiental de extração de pedras da natureza.

As gemas sintéticas são cultivadas em laboratório e têm as mesmas características físicas e químicas, como a pedra da natureza extraída do garimpo. São produzidos em um laboratório, reproduzindo as condições naturais em que suas contrapartes naturais são formadas.

A opalina equilibra hormônios, trabalha a sexualidade e a fertilidade, entra no universo hormonal e afetivo feminino. A sua harmonização proporciona maior fertilidade e alegria de viver. Atua no campo afetivo, ajudando a atrair o amor e a resolver problemas entre enamorados. Para as mulheres, inspira sensualidade e fertilidade.  As mulheres da Índia e Sri Lanka costumam fixar uma pedra opalina em seus trajes para o equilíbrio da alma e da saúde.

A opalina é uma pedra de difícil programação (Saiba como programar seu cristais clicando aqui), pois possui uma energia muito intensa principalmente para o sexo feminino. Não é indicada para pessoas que se sentem desequilibradas emocionalmente, pois vai acentuar ainda mais este desequilíbrio.

Mas ainda assim, se for utilizá-la nestas condições. Tenha ciência que poderá haver explosão de raiva, surto de choro e outros picos emocionais durante (e por algum período) após o uso da Opalina.

Sua energia é tão poderosa que algumas pessoas sentem fraqueza ao estar em contato com este mineral. Em caso deste tipo de sintomas, basta parar de carregar a pedra por um tempo até que você se sinta estabilizado.

 

ESPECIFICAÇÕES

PRODUTO: Pingente Ponta de Pedra da Lua
QUANTIDADE:1 unidade
DIMENSÕES: 5-10gramas
COMPOSIÇÃO: Pedra e Metal

 

Gratidão _/\_ Muita Luz! 

 

Produtos relacionados

Pague com
  • PagSeguro V2
Selos
  • Site Seguro

Dharma Store atacado e varejo Ltda - CNPJ: 36.422.229/0001-61 © Todos os direitos reservados. 2022


Para continuar, informe seu e-mail